quarta-feira, julho 26, 2017

.

Sentado, quase de costas para ela, sinto a desconsolação por não lhe prestar atenção, por não olhar para ela. Reunidos com uma terceira pessoa conferenciamos sem dizer nada, selamos assim o fim daquilo que nunca começou. Em desespero de causa, numa das suas intervenções agarra-me o braço para vincar algo que me inclui, mas (ah, herói e miserável!) mantenho a postura e apenas meneio rapidamente a cabeça numa espécie de assentimento envergonhado. Ela continua, exasperada à procura do meu mirar, a voz mais aguda, o soluço escondido nas exclamações. Não suporto mais e com a desculpa que tenho que refrescar a garganta, saio, fujo. Só retorno quando percebo que já não tem mais nada que transmitir e que se prepara para sair. Meu Deus, como é linda, dói tanto como a amo, mergulho num segundo nos seus olhos e choramos os dois, sem verter lágrimas, a inumação de nós.

----

O mundo parece-me imutável, continuo a acordar estremunhado, continuo a suspirar sem saber porquê, continuo a sentir a garganta rasgada.

----

Percebo agora que até as palavras que escrevo, e também as que escrevi, só servem para agudizar a minha dor, em vez de ajudar, estão a consumir-me, estão a queimar os restos do que sou sem ela.

Tenho que as apagar.

Eu continuarei a seguir-vos, e “nem nunca, nem sempre”, mas por agora termino aqui. Este último post foi escrito ao longo dos últimos dias, enquanto metodicamente fui apagando o conteúdo do blog. Não aguento mais ver este amor dissipado assim. Tenho que me afastar de tudo que é ela também.

Por isso, é adeus.


5 comentários:

NI disse...

Podia estar aqui falar do esquecimento (ou tentativa de esquecer)todo o dia. Já o fiz. Não adianta, sabes...

Já regressaste uma vez.

Uma pessoa que descreve como tu as emoções tem que voltar.

Fico à espera do teu regresso. Para mim não há adeus...

Beijo

Quarentona disse...

Ooooohhh... :((((
Gosto tanto de te ler... o que posso dizer? Há amores assim que nos transcendem, eu sei. Desejo-te tudo de bom e que regresses quando sentires que este espaço te é útil de alguma maneira, cá estaremos para te acompanhar :)))
Um beijo.

Francisco o Pensador disse...

Solo, são as vicissitudes da vida. Compreendo perfeitamente mas sinto uma certa pena que tenhas de partir numa altura em que eu estava a adorar descobrir este teu espaço. Espero que consigas superar esta etapa e sejas capaz de encontrar as respostas para as tuas questões. Muitas vezes na nossa vida temos que dar dois passos para trás para termos uma perspectiva mais ampla e concisa do que temos à nossa frente. Assim, desejo-te boa sorte para a tua vida futura e espero que um dia possas voltar a deliciar-nos com os teus textos.

Clementina disse...

Tenho muita pena (mesmo)... Habituei-me ao teu "espaço" mas respeito e claro que compreendo, contudo, aguardo um regresso. Quando quiseres!

Sorte e um beijo :)

PORTUGUESITO DO CU disse...

PUTUGAL e uma merda e verdade e verdade! Nao trabalhos pa os Velhos e os Jovems...e verdade e verdade! E racismo puro e muito desgraciado!
https://portugalisxenophobic.neocities.org/
http://portugalaracistcountry.blogspot.com/

VIVA os burros dos acores pa sempre IGNORANTES 100%

Muitos besos (L)(L)(L)

-----------------------------------------------------------------------------------
PORTUGAL IS THE BIGGEST, RACIST, ANTI-SPANISH COUNTRY ON THE PLANET!

I HEREBY ALERT ALL PEOPLE ON EARTH TO NOT BUY FROM PUTUGAL, DO NOT SPEND YOUR HARD, EARNED MONEY GOING THERE AND BOYCOTT ALL PORTUGEE STORES IN YOUR AREA!

THESE XENOPHOBIC RACISTS HAVE TO LEARN AND THE BEST WAY IS TO BLOCK THEM ECONOMICALLY!
BE CAREFUL FRIENDS:
https://portugalisxenophobic.neocities.org/
http://portugalaracistcountry.blogspot.com/